26 de outubro de 2012

Resenha: 6º Alvo - James Patterson e Maxine Paetro


Quando um homem abre fogo contra uma balsa lotada no porto de São Francisco, a tenente Lindsay Boxer é imediatamente convocada. Ao chegar ao local, ela se depara com um cenário assustador: três pessoas estão mortas e sua amiga Claire Washburn encontra-se gravemente ferida. A tenente promete a si mesma que vai colocar o criminoso atrás das grades. Trabalhando com o inspetor Richard Conklin, Lindsay consegue prender o assassino. Assim que o julgamento começa, outro caso desperta a atenção da polícia. Madison Tyler, de 5 anos, filha de um conhecido jornalista, desaparece perto de casa. Não há tempo a perder. Enquanto Yuki Castellano tenta condenar o atirador da balsa à pena máxima, Lindsay tem que deter o sequestrador. Outras crianças foram raptadas, mas não houve pedido de resgate. Numa corrida contra o relógio, a tenente sabe que precisa encontrar os pequenos reféns antes que seja tarde.



James Patterson e Maxine Paetro
Editora: Arqueiro
Páginas: 208
Avaliação: ★★★



O primeiro livro que li do autor James Patterson, foi “O diário de Suzana para Nicholas” livro que simplesmente me apaixonei! Sempre tive curiosidade para ler os outros livros do autor e então, escolhi o 6º Alvo. Sim, é uma série. Porém, os livros podem ser lidos aleatoriamente.

O famoso Clube das Mulheres contra o crime é composto por quatro profissionais: Lindsay, tenente policial. Yuki, advogada e trabalha para promotoria. Claire médica-legista e Cindy jornalista de um dos maiores jornais da cidade.

O Clube consiste basicamente em colocar a fofoca em dia, entre um drinque e outro, pelo uma vez na semana. Tudo ia muito bem, até um louco sair atirando em todo mundo em uma Balsa. Lindsay é chamada para investigar a chacina. 

Nesse incidente, Claire é ferida, além de três pessoas terem sido mortas. O atirador consegue escapar, mas sua imagem é registrada por uma câmera de uma das vítimas. A partir daí começa a corrida para prendê-lo, que a princípio, não teve motivos para sair atirando.

Ainda se não bastasse, uma criança é sequestrada. Lindsay tem que correr contra o tempo para achar a garotinha. A polícia começa as investigações, o sequestro é caracterizado por bandidos que não pedem recompensa. Sabendo as implicações que isso sugere. Lindsay e seu parceiro, fazem o impossível para achar a menina.

E ainda tem mais... O julgamento do atirador. Ele acaba se entregando para Lindsay dizendo ouvir vozes. Louco? Ou está usando uma estrategia para fugir da pena de morte?

O livro é muito bom, os capítulos são pequenos, a escrita é simples e de fácil entendimento. Só achei que faltou mais emoção e ação, não conseguir ficar de queixo caído. Realmente esperava que fosse um livro tirar o fôlego. Contudo, para os amantes de um bom suspense, fica a dica!


Beijos,
Érica Lopes


4 comentários:

Aione Simões disse...

Oi flor!
Como você, eu também amei O Diário de Suzana Para Nicolas e fui ler algum suspense do autor esperando gostar tanto quanto gostei do outro. E, como você, também senti faltar uma emoção maior, esse queixo caído. Uma pena!
Eu li Private, mas quero ler essa série do clube das mulheres. Espero, porém, começar do primeiro, ainda que possam ser lidos aleatoriamente!
Beijão!

Neiva Meriele disse...

Eu adoro suspense. Acho que eu ia gostar dos livros desse cara. Não comprei nenhum até agora por motivos óbvios kkk, grana, sempre grana rs.

Beijos amiga!

Marco Antonio disse...

Boa tarde Érica,

Li e resenhei esse livro no blog e gostei bastante....acho que fui o primeiro a resenhar esse livro...kk...parabéns pela resenha...abçs.


http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

Majorie disse...

Boa noite Érica,

Gostei da resenha...parabéns...bjsss.


http://blogdamajorie.blogspot.com.br/

 

Primeiro Livro © 2012 - Todos os Direitos Reservados. Amanda Cristina