2 de agosto de 2012

Resenha: Jogada Mortal - Harlan Coben


Depois de ver sua carreira no basquete profissional chegar ao fim antes mesmo de começar, Myron Bolitar trabalhou para o FBI, formou-se em direito em Harvard e hoje está à frente de uma agência de representações esportivas, que toca com a ajuda da grande amiga Esperanza. Tudo parece ir bem até que Valerie Simpson, uma tenista que já foi a maior promessa do esporte, é morta durante um jogo do Aberto dos Estados Unidos.
Ao que tudo indica, a jovem estava lá em busca de Myron, mas foi encontrada antes pelo assassino. Myron não imagina por que Valerie foi atrás dele, mas se sente culpado por não tê-la encontrado a tempo. Para piorar, seu cliente mais importante, o tenista Duane Richwood, se torna o principal suspeito do crime.
Em busca da verdade, Myron descobre que a jovem vinha sendo assediada por um fã obcecado desde o início da carreira. Além disso, seis anos antes, ela estava prestes a ficar noiva do filho de um senador quando o rapaz foi morto sob estranhas circunstâncias. Enquanto tenta desvendar o assassinato da tenista, Myron se tornará um obstáculo para os interesses da máfia, de um político poderoso e de uma família influente. Agora ele e as pessoas que mais ama podem ser as próximas vítimas.
Jogada Mortal
Harlan Coben
Editora: Arqueiro 
Número de páginas: 255
★★★★★    


Eu vi muitas resenhas positivas desse livro e de outros do autor, onde a maioria dizia:  Harlan Coben era mestre no quesito investigação criminal. Então, pude constatar que é a pura verdade! O autor é incrível, me apaixonei pela história e, por sua escrita!

Myron Bolitar é um ex-jogador de basquete, e no momento atua dirigindo uma agência esportiva. Ele entrar em contato com Valerie Simpson, tenista brilhante que teve sua carreira interrompida, por conta de um colapso nervoso. Mas que pretende retornar as quadras ao seu comando. Entretanto, numa partida de tênis no Aberto dos Estados Unidos, Valerie acaba sendo assassinada. Se não bastasse isso, Duane Richwood, o melhor tenista de sua agência é um dos suspeitos. 

Myron, sentindo-se em falta com Valerie e tentando descobrir qual a participação do atleta no crime, parte para uma longa investigação. Pessoas perigosas então em jogo e boa parte delas contribuem para que o passado não venha á tona...

Devorei as páginas do livro, e nos momentos que precisava parar de ler – ficava aflita! Queria saber desesperadamente o que iria acontecer. Surpresa. Essa foi a minha reação quando descobrir o verdadeiro assassino. O final é de tirar o fôlego!

Amei os personagens, Myron e seu amigo Win, são ótimos. Bolitar é encantador, gostei de suas tiradas engraçadas e sínicas. Win é exótico, tem um jeito bem peculiar de lidar com as situações. Os dois fazem uma dupla perfeita.

Eu amo quando sou envolvida pela história, quando o livro me suga para dentro das páginas. E, quando vou dormir ficou pensando o que será que vai acontecer no próximo capítulo? A escrita conta muito para que isso aconteça, livros maçantes não são muito a minha praia. Harlan Coben não só me envolveu como também me deixou ansiosa por mais Myron Bolitar. Um grande autor, que já entrou para hall dos favoritos.

Se pretendo ler os livros do autor?

Sem dúvida.

Beijos,
Érica Lopes

12 comentários:

Evy disse...

E tem como não se apaixonar pelo Mestre Coben?

Dicas para o próximo: Cilada ou Desaparecido para Sempre!

Bjokas

Geê disse...

Como eu já disse, sou curiosa para ler um livro do Coben. E você conseguiu me animar com esse ^^
Ficar pensando no livro quando vai dormir kkk' Faço muito disso!

Beijos
Geê - almaleitora.blogspot.com

Aione Simões disse...

Oi flor!
Quando o assunto é o Coben, sempre me sinto um alien. Só li um livro dele e não vi nada demais, ele não me conquistou como conquista a praticamente todos.
Essas características que você citou que a leitura te proporcionou não aconteceram comigo, uma pena. Pretendo ler outro livro do autor pra ver se minha visão muda!
Beijão!

Luara Cardoso disse...

Estou mais do que decidida a ler um livro do Harlan Coben agora!

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Marco Antonio disse...

Boa noite Érica,

Gosto muito do Harlan e com certeza quero muito ler esse livro...parabéns pela resenha...tem sorteio novo no blog...abçs.

http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

camila disse...

Oi amiga, hehehe ja vou colocar esse livro na lista para ler, adorei sua resenha e estou adorando ler os livros deste autor..
beijos
http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

Bruna Fernandes disse...

Ericaa!

Amo livros assim! Este deve ser mto bom!

Tá rolando o encontro de blogueiros lá na Bienal, vamos?

Bjos!

Marcelle Dantas disse...

Oi Érica!

Flor, Harlan é bom demais mesmo! Só li um livro com o Bolitar, e acho que não foi o livro ideal para conhece-lo. Harlan sabe envelver mesmo. É maravilhoso!

Obrigada flor, pelo carinho comigo e com o Best! Eu também adoro vc e o seu cantinho! Desejo, MESMO, que você faça muito sucesso! ;)

Beijos,

Marcelle
bestherapy.blogspot.com

Neiva Meriele disse...

Bah, eu adoro romance policial, acho que eu ia gostar de ler esse livro faz bem o meu gênero.

Beijos Érica.

The Lazy Girls disse...

Oie...
Nunca tinha lido uma resenha desse livro e pela sua achei super legal e já mudei meu conceito sobre a estória !=]
Amei o texto!

Obg pela visita lá no blog!
tem resenha nova se vc quiser ir lá e deixar um coment...
http://falleninme.blogspot.com
Bjão

Paloma Viricio:: Jornalismo na Alma:: disse...

Já li obras do Harlan e gosto muito da forma como ele escreve. Esse livro parece ser bom,mas acredito que não seja muito a minha praia...porém qualquer dia dou uma chance para ele!^^
Beijocas!
http://palomaviricio.blogspot.com.br

Cida disse...

Harlan escreve super bem, este ainda não li, mas depois desta resenha, tenho que acelerar.

Você vai na Bienal?


Boa semana!
Bjos!!
Cida
Moonlight Books

 

Primeiro Livro © 2012 - Todos os Direitos Reservados. Amanda Cristina